Agentes penitenciários do Paraná estão contraindo escabiose, mais conhecida por ‘sarna’, após contato com presos que chegaram à unidade prisional acometidos pela doença. A denúncia é do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen).

De acordo com a entidade, a Vigilância Sanitária de São José dos Pinhais (SC) interditou a maior delegacia da cidade, em decorrência de um surto da doença entre os presos, fazendo com que 52 detentos com sarna fossem transferidos para a Casa de Custódia de Piraquara (CCP).

Apesar das precauções adotadas pelos agentes, alguns funcionários estão apresentando os sintomas do contágio do parasita. O Sindarspen está solicitando ao Departamento Penitenciário do Paraná uma força-tarefa da Saúde para solucionar o problema.

A doença

Segundo sites especializados, a sarna é uma doença de fácil contágio e pode ser transmitia pelo contato com a pele ou roupas. A escabiose também é de fácil tratamento, desde que o paciente procure orientações médicas. Geralmente, os sintomas – a coceira está entre os principais – podem demorar um pouco a desaparecer.

Deixe uma resposta